Serviço estratégico a ser desenvolvido junto ao paciente e/ou cliente, acompanhante e demais profissionais, visando aumentar a efetividade da intervenção terapêutica, corroborando o uso racional de medicamentos, participação efetiva na elaboração de protocolos, fluxos e indicadores. O propósito é garantir qualidade no cuidado prestado e segurança medicamentosa. 
Avaliação e monitoramento é realizado com respaldo em parâmetros legais e manuais técnicos de dose terapêutica ou profilática adequada, da forma farmacêutica e posologia coerentes. O processo de conciliação de medicamentos ou reconciliação medicamentosa fundamenta parte da farmácia clínica e deve contemplar, preferencialmente, da admissão a alta do paciente, incluindo o trânsito entre as unidades. Tal serviço promove processos essenciais para mitigar a ocorrência de eventos adversos, potencializar a farmacoterapia e buscar qualidade associada ao menor custo possível.

Trata-se de um serviço multiprofissional destinado a análise e adequações de prescrições de materiais e medicamentos, visando a qualificação da assistência prestada, assim como de processos gerenciais. Possui relação com ações como análises de rentabilidade, padronização de insumos e interação com setores como a Farmácia Clínica. Possui forte impacto qualitativo na assistência do serviço como também no resultado econômico/financeiro da operação. Os critérios utilizados para análise são técnicos e clínicos, baseados nos parâmetros: aprazamento, diluição, dose, duplicidade terapêutica, itens prescritos em excesso, medicamentos não padronizados, posologia e via de administração.

Serviço especializado em gerenciar e cuidar dos portadores de feridas e estomias, com o objetivo de sistematizar a assistência cuidando da prevenção e promovendo a melhoria na qualidade de vida dos seus Clientes, com otimização dos custos e eficiência no processo cicatricial das lesões. Este serviço pode ser implementado nos Clientes através de três modelos: Assessoria, Co-Gestão e Gestão.